Donos da Avianca e da Azul fazem proposta pelo controle da TAP

Donos da Avianca e da Azul fazem proposta pelo controle da TAP

20150518-TAP-a-venda

Para quem ainda não estava sabendo isso pode ser o início de uma outra mega empresa “nacional”, com Hubs na America Latina(Azul, Avianca e TACA) , Europa (TAP), e EUA (Jetblue), se eu tivesse que apostar ela entraria para a StarAlliance e a LATAM iria ter uma concorrência à altura..

Leiam a notícia abaixo, via Portal IG…

David Neeleman, da Azul, e Germán Efromovich, da Avianca, encabeçaram consórcios para a compra da companhia aérea portuguesa; o empresário Miguel Pais do Amaral também apresentou uma oferta

“Confirmamos que a Parpública recebeu três propostas para a aquisição de 61% do capital da TAP, as quais acrescem até 5% de uma oferta pública de vendas destinada a trabalhadores”, anunciou nesta sexta-feira (15), em Lisboa, Sérgio Monteiro, secretário de Estado dos Transportes.

Dois consórcios – um liderado por David Neeleman (dono da Azul) e outro por Germán Efromovich (proprietário da Avianca; além do empresário português Miguel Pais do Amaral apresentaram hoje ao Governo as ofertas vinculativas para a compra de até 61% da companhia aérea portuguesa.

O secretário de Estado dos Transportes confirmou, sem nomear potenciais interessados, que a Parpública recebeu três propostas vinculativas para a compra da TAP. O processo segue agora com a admissibilidade das propostas por parte da ‘holding’ estatal.

“Confirmamos que a Parpública recebeu três propostas para a aquisição de 61% do capital da TAP, as quais acrescem até 5% de uma oferta pública de vendas destinada a trabalhadores”, afirmou Sérgio Monteiro, escudando-se nos acordos de confidencialidade para não divulgar o nome dos potenciais compradores e a composição dos respectivos consórcios.

O mesmo foi divulgado pela Parpública, Participações Públicas (SGPS) em comunicado. “Vem informar o público em geral do seguinte: No âmbito do processo de reprivatização indirecta do capital social da TAP, a Parpública recebeu três propostas, provenientes de investidores interessados na aquisição de ações representativas do capital social da TAP SGPS”.

A venda da TAP pela Parpública teve a assessoria jurídica da Vieira de Almeida.

“Se seguirá a análise das propostas apresentadas, um processo que será feito num prazo de cinco dias úteis – previsto no caderno de encargos –, quando será entregue ao Governo o relatório com as respectivas conclusões”, informou o comunicado da Parpública.